promo
Home Leitura Dissertação O brinquedo e a infância
O brinquedo e a infância PDF Imprimir E-mail
Referência: ALVES, P. B. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Pós - graduação em Psicologia do Desenvolvimento. O brinquedo e as atividades cotidianas de crianças em situação de rua. 1998. 83 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pós - graduação em Psicologia do Desenvolvimento, Rio Grande do Sul, 1998.

Resumo:
Este estudo objetivou compor um quadro descritivo sobre as atividades cotidianas de crianças em situação de rua, além de investigar suas opiniões sobre o brincar, as companhias de brinquedo, os espaços de brincadeira e o trabalho. Considerando os limites do estudo em ambiente natural e, principalmente, a dinâmica do espaço da rua, foram utilizados três instrumentos, complementares entre si: observação com registro cursivo, entrevista estruturada e jogo de sentenças incompletas. A amostra foi composta por vinte (20) crianças em situação de rua, do centro de Porto Alegre, com idade entre seis e doze anos. Os dados demográficos mostraram que estas crianças, em sua maioria, têm contato diário com a família, e já tiveram alguma experiência escolar e com o trabalho. Os dados de observação mostram que estas crianças, no espaço da rua, encontram-se em constante movimentação, brincando, interagindo com diversos pares (adultos, adolescentes e crianças) e trabalhando. O seu próprio corpo e os objetos deste espaço são seus brinquedos mais frequentes, e a conversa é o sentido mais frequente de suas interações. O jogo de sentenças trouxe dados que mostram que estas crianças, geralmente, conceitualizam o brincar pelo processo de realização da atividade, e pelos brinquedos que utilizam. Suas companhias mais frequentes são outras crianças, amigos ou familiares. O trabalho é uma atividade relacionada à própria situação de vida das crianças. Ele é necessário, promove a subsistência e caracteriza o desenvolvimento destas crianças, onde coexistem aspectos evolutivos da infância e da idade adulta. Os resultados deste estudo mostram a importância de: a) investigar o desenvolvimento destas crianças de forma contextual, estando-se atento para suas características pessoais e para a interação bidirecional pessoa-ambiente; b) compreender e significar o brinquedo no espaço da rua, instrumentalizando profissionais que trabalham com estas crianças, e elas próprias, para valorizar aspectos saudáveis do desenvolvimento; c) aprofundar estudos sobre a conceitualização e significado do trabalho no espaço da rua, avaliando os resultados dentro de uma visão ecológica do desenvolvimento.

Download: http://www.4shared.com/file/194954211/258b173d/Disert_11_-__O__brinquedo_e_a_.html
 

Pesquise no Site

Informativo

Cadastre-se para receber nosso informativo por e-mail.



Siga-nos

siga